sábado, 31 de janeiro de 2009

1955: o Olaria em Lages


Em 1955 o futebol de Lages ainda caminhava lentamente rumo ao profissionalismo. Aliados, Vasco, Lages e Internacional tinham em seu elenco jogadores remunerados junto a outros que vestiam a camisa apenas pelo prazer de jogar o foot-ball. O único clube que resistia à idéia de pagar seus atletas era o mais humilde de todos, o Pinheiros. Fundado com o nome de Esporte União Operária em abril de 1948, o alvi-verde só aceitava jogadores da classe operária. Por isso, enquanto os jogadores remunerados do Lages eram chamados de milionários, os do Pinheiros eram os proletários.

Apesar de seus resultados modestos nos campeonatos citadinos, o Pinheiros fez história em 1955 ao convidar o Olaria para um amistoso no estádio Vidal Ramos Júnior. O torcedor lageano já havia assistido naquele ano a exibição de um grande clube, no jogo entre Grêmio de Porto Alegre e um combinado de jogadores de Aliados Futebol Clube e Grêmio Esportivo Vasco da Gama, mas a visita de um time carioca parou a cidade.

Torcedores de todas as bandeiras lageanas foram ao field naquele dia 21 de abril, e aplaudiram um primeiro tempo arrasador dos cariocas. O goleiro Caninini, que além de goal-keeper era boxer nas pugnas improvisadas no Teatro Tamoio, levou dois gols do atacante Gaúcho, aos 4 e aos 12 minutos. Arlindo aos 26 e Mário aos 34 elevaram a contagem para 4x0, e Caninini foi substituído por Segala.

Mais ajustados, os proletários descontaram no segundo tempo, com Patrocínio e Ruy. Mas o Olaria respondeu e fechou o escore em elevados 6x2, com gols de Olavo aos 40 e Eltes no último minuto. A festa continuou à noite, com um jantar oferecido pela Liga Serra de Desportos aos desportistas locais, à delegação do Olaria e ao árbitro carioca A. Rocha, que apitou o jogo.

Outros clubes cariocas – América, Vasco, Flamengo, Fluminense e Botafogo – jogariam em Lages nas décadas seguintes. Mas foi simpático clube da Rua Bariri o primeiro time do Rio de Janeiro a pisar o gramado do estádio Vidal Ramos Júnior.

Pinheiros (Lages) 2x6 Olaria (Rio de Janeiro)
21 de abril de 1955 – 16:10 horas
Estádio Municipal da Ponte Grande (atual Vidal Ramos Júnior) – Lages
Árbitro: A. Rocha (FERJ)
Pinheiros: Caninini (Segala), Zé Otávio (Miltinho) e Lambert; Bolega, Vicente e Mineiro; Guaraci, Oscar, Patrocínio, Isaac e Pecinha (Ruy).
Olaria: Walter, Cláudio e Renato; Rafael, Olavo e Dodô; Toledo, Arlindo, Gaúcho, Eltes e Mário.
Gols: Gaúcho (2), Arlindo, Mário, Olavo (pênalti) e Eltes para o Olaria; Patrocínio e Ruy para o Pinheiros

Um comentário:

Adalberto Day disse...

Maurício
Então o Olaria do Rio de Janeiro esteve em Lages em 1955. O Olaria o tricolor suburbano meteu 6x2 - deve ter sido um grande jogo que os torcedores lageanos puderam assistir .Que beleza este resgate histórico,é disso que precisamos, saber do passado para entender o presente e projetar um futuro melhor para nossa sociedade,
Adalberto Day cientista social e pesquisador da história em Blumenau